<$BlogRSDUrl$>

Thursday, November 18, 2004

O começo da esperança  

A Filomena tem sido uma batalhadora na luta por uma oportunidade de apresentar o seu caso na Comunicação Social, para se fazer conhecida e ser ajudada. Não é dando o peixe que se ensina a pescar, isso não é solução para uma mulher jovem que eu creio que, bem acompanhada clinicamente, pode vir a ter uma vida, dentro do possível, saudável. No entanto há alturas, há urgências em que é imperativo o alimento, para o corpo,para a alma.
Daí a conta aberta na CGD, pois, se bem se lembram, as entidades credoras maravilhosas e cheias de facilidades na hora de oferecer crédito têm vindo a perder a gentileza dos primeiros tempos (fazem o seu papel, embora exagerem, e de que maneira, na falta de modos básicos; não me esqueço da arrogância na forma de contactar os devedores, facto que confirmei com entidades habituadas a renegociar dívidas com estas financeiras: falei ao telefone, a pedido da Filomena, com uma das funcionárias dessas entidades e senti que estava a falar com uma drª peixeira pelo que tive de lhe dar um pouco de travão, com todo o respeito pelas senhoras peixeiras).

Essa conta aberta na CGD servirá para ajudar a pagar o endividamento de cerca de €15 000,00, contraído na vã ilusão de uma cura. Podemos censurá-la?

A Divertarte, contactada pela Filomena e sensível à questão de 'ajudar a pescar' fez-lhe uma oferta de trabalho e ofereceu-lhe um curso de trabalhos manuais para fazer objectos à mão, com o gosto e a delicadeza que a Filomena. Os trabalhos que a Filomena já está a executar serão postos à venda através da Divertarte e podem aí ser encomendados, revertendo o lucro respectivo para o pagamento da dívida às financeiras e, não menos importante, para o sentido de realização pessoal e para apoio psicológico da Filomena. Sentir-se útil, dar passos, construir. É pouco mas é começo.
Boa sorte!
(via
Púrpura Secreta)

Esta é a Filomena. Lembram-se?  


vIA pÚRPURA sECRETA

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

<$BlogRSDUrl$>